Cinco pontos de atenção antes de investir em uma franquia

26/11/2021 | Franquias

Todo empreendedor, ao planejar um negócio, deseja ter um ótimo retorno financeiro e deixar sua marca com sua contribuição. E não é para menos, já que sua vida e a de muitas pessoas (colaboradores, fornecedores, parceiros e suas famílias) se beneficiam do sucesso do estabelecimento. 

A JORGE BISCHOFF orienta os investidores a estruturar o seu negócio, organizando todos os passos do empreendimento. É fundamental conhecer as estratégias da rede e adequá-las ao seu negócio, compondo seus objetivos, definindo as diferentes etapas e visualizando os próximos caminhos. 

Mas como é possível definir tudo isso? 
O que considerar antes de investir em uma franquia? 
São essas respostas que a JORGE BISCHOFF traz hoje para você!

1. Pesquise o modelo de negócio

O franchising é um modelo de negócio cuja operação é multiplicada e transferida para outro ponto comercial com a autorização do criador da marca, que detém todos os direitos da patente. É necessário, no entanto, que todo investidor interessado em ingressar nesse tipo de negócio realize uma pesquisa aprofundada do mercado, bem como do setor escolhido para investir.

No caso da JORGE BISCHOFF, por exemplo, os franqueados contam com o suporte da marca em diversas frentes, como consultoria econômico-financeira e organizacional, auxílio e aprovação na escolha do ponto comercial, suporte na gestão e operação do negócio, orientação sobre o mercado, sobre o setor calçadista e muito mais.

Tudo realizado por profissionais do varejo que utilizam seu know-how para o desenvolvimento da rede, garantindo que as lojas mantenham o padrão de qualidade JORGE BISCHOFF em todas as pontas – do atendimento à exposição.

2. Estude a empresa franqueadora, seus valores e propostas

É menos arriscado atuar em um modelo já estabelecido que criar um negócio do zero. Isso é fato. Porém, ao abrir uma franquia, o investidor deve conhecer a marca em que deseja investir, bem como seus valores e propostas.

Aqui é válido conhecer a história da marca e as características que a tornam única, os diferenciais dos produtos e serviços oferecidos, o modelo operacional, o suporte ao franqueado, entre outros detalhes. E é muito importante que o investidor se identifique com tudo isso.

No caso da JORGE BISCHOFF, a marca é reconhecida pelo seu conceito único, estilo elegante, inovador e contemporâneo. Dita tendências, alia design diferenciado, ousadia estética e qualidade de produtos e serviços.

Cada loja da rede conta com projeto arquitetônico que contém o que há de mais moderno para propiciar o cenário perfeito para o produto, e tem como referência o atendimento diferenciado, o suporte de informações sobre moda e estilo.

O programa de treinamento para o franqueado e sua equipe é apoiado pelos manuais que disciplinam rotinas, complementam a transferência dos conceitos práticos e operacionais, visando à diferenciação e manutenção de sua personalidade.

E é desejado que o franqueado possua conhecimento de mercado na região de instalação da pretendida franquia, comprometimento e interação total com a franqueadora, para fins de prospecção de mercado e crescimento da rede como um todo. Além de visão empreendedora, com visão mercadológica, capacidade de gestão e perfil de liderança.

3. Analise a COF minuciosamente

A COF (Circular de Oferta de Franquia) é o coração de uma franquia. O empreendedor interessado em uma marca recebe esse documento desenvolvido pelo franqueador, cujas condições gerais do negócio são apresentadas minuciosamente, incluindo todos os aspectos legais, obrigações, deveres e responsabilidades da rede e do futuro franqueado.

A Circular de Oferta de Franquia elaborada pela JORGE BISCHOFF foi desenvolvida de forma criteriosa, embasada em todo o histórico de atuação da rede, e nos números de performance comprovados ao longo deste período. Nela, constam todos detalhes da formatação do negócio.

Além disso, contém as exigências previstas na Lei No 8.955 e é considerada um dos instrumentos mais utilizados judicialmente (caso necessário) pelo franqueador e pelo franqueado. 

Dada a importância desse documento, a JORGE BISCHOFF faz questão de estar disponível para esclarecimento de possíveis dúvidas do futuro franqueado.

4. Estude o ponto comercial

Ao abrir uma franquia, o empresário poderá contar com o suporte da franqueadora em diferentes aspectos, e assim se dedicar a buscar resultados.

No caso da JORGE BISCHOFF, a rede auxilia e aprova a escolha do ponto onde será instalada a

loja, considerando o potencial da cidade e os perfis do público consumidor.

Sendo assim, o investidor conta com o know how de uma equipe especializada e afinada para orientá-lo de forma que, seguindo os padrões da rede e se dedicando ao negócio, as chances de bons resultados sejam atraentes.

5. Avalie a concorrência

Tão importante quanto conhecer a franquia é conhecer a concorrência. É necessário conhecer as forças e as fraquezas dos seus concorrentes, de modo a estimar ações futuras e traçar estratégias que levem a uma vantagem competitiva.

Essa avaliação é importante para que o franqueado atue em conjunto com o franqueador e, juntos, possam criar boas oportunidades para o progresso do negócio. 

E é exatamente assim que a JORGE BISCHOFF trabalha, de mãos dadas com o franqueado, rumo à excelência do negócio! Conheça nosso modelo: https://bit.ly/3CAAGHh

Newsletter

Quer ficar por dentro de nossas atualizações?

Assine a nossa newsletter